quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

6.1.15 - Régua

Ir à Régua é ver e viver o vinho.Também pode ser terra e também pode ser rio - como diria António Barreto - mas é, sobretudo, vinho.
Eu, apreciador do bom néctar, delicio-me, também, com a estrada: carrossel, serpentina, encadeado, o que lhe queiram chamar. Entre o rio e o socalco, de uma beleza única.
Voltarei com mais tempo!


Sem comentários:

Publicar um comentário