sábado, 29 de abril de 2017

26.4.17 - Erg Ouzina | Merzouga


Pouco mais de 50 km separavam Erg Ouzina de Merzouga, e o plano seria percorrer essa distância de manhã para, de tarde, descansarmos e recuperar as motos no mecânico.
Antes da saída ainda deu tempo para caminhar pelo Erg e vêr a marca que as cobras deixam na areia, um ss perfeito e indelével.
O albergue, mesmo no meio da pista do Dakar, era o spot perfeito para ver, logo de manhãzinha, os aventureiros a fazerem-se às dificuldades do deserto; e eram muitos em moto e 4x4, apoiados por carros de assistência que transportavam pneus, gasolina, a bagagem para as motos irem o mais leves possíveis. Tudo aquilo que nós não tínhamos.

Na companhia do Zaid, vi os meus companheiros atravessarem  dunas e percorrer rápidamente as longas rectas empoeiradas.
A chega a Merzouga foi como a chegada a uma cidade acabada de ser bombardeada por napalm: era tanto o vento e o pó que circulava no ar que os edifícios apareciam como uma sombra.
Na minha moto tinham que tentar compor a embraiagem, na do Pedro, mudar a câmera de ar, na do Fernando foi era necessário soldar os apoios do guarda lamas traseiro. Ficou tudo ao cuidado do Mustafa do Team Gordito.
E o Zaid connosco...
A tarde foi passada na piscina do hotel, estrategicamente colocada na base das dunas. Com o vento que estava, não é difícil de perceber que a água mais parecia a da zona de rebentação de uma qualquer praia do algarve!
Quando o sol se punha foi altura de ir buscar as motos e acertar contas: 400 euros de reboque do deserto para Merzouga, 225 euros de consertar a minha embraiagem, 80 euros do transporte de 4x4 até à moto, 15 euros de mudar a câmera de ar do pneu do Pedro e 60 euros para o irmão do Zaid, que ficou umas horas ao lado da moto.
Quando tudo foi pago ao Zaid, afastou-se.
Os muçulmanos assentadores de azulejos têm o hábito de colocar um ao contrário para a obra não ficar perfeita. Fazem isso porque pensam que só Deus é que pode fazer uma obra perfeita.
Talvez por isso na minha moto faltava um parafuso de todas as peças que foram retiradas; era para não ficar perfeito!




Sem comentários:

Publicar um comentário