terça-feira, 25 de agosto de 2015

Pedro Castro: um exemplo a seguir

Quando dou palestras sobre viagens, sobre tudo aquilo que aprendemos quando saímos do nosso mundo, nas escolas e nas empresas, há sempre alguém que coloca uma questão sobre o tempo de viajar. Há, também, alguém que coloca uma questão sobre o dinheiro que é necessário ter; ouço muitas vezes " se me saísse o Euromilhões". Há sempre alguém que me pergunta o que fazer quando se tem família.
Normalmente, a todos, respondo a mesma coisa: viajar é uma questão de atitude. Pode-se viajar como um multimilionário ou quase sem gastar dinheiro nenhum, a pé ou à boleia. Podemos fazê-lo sozinho ou em grupo. Podemos ir de moto - o meu meio favorito - ou de bicicleta, autocarro, avião, comboio, etc. etc..
Para tudo é necessário querer; e esse querer faz toda a diferença, independentemente do tempo ou dinheiro que se tenha.
E é esse querer, essa força de vontade, que vos venho apresentar hoje, personificado no Pedro Castro, o filho de uma amiga.
O Pedro tem apenas 10 anos e, desde os 3 anos que, sonha em ir à Austrália.
O que faz? Junta dinheiro para conseguir cumprir o seu sonho; e já tem a parte dele.
Há dias, o Público falou do e com o Pedro. 
Que alegria, que força, que vontade. Inspire-se também.

Sem comentários:

Publicar um comentário